terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Montargil – Passeio Calor esquisito

Fim-de-semana de TT em Montargil, mais precisamente no Villan Valley a convite do amigo Fernando que gentilmente organizou, convidou e cedeu o espaço do “acampamento”.

Voltinha mais que porreira ‘a volta da barragem de Montargil, apenas com um ligeiro atraso de manha cedo pela birra da vela da minha Té. De resto foi a andar: ribeiras, lama, valas, areia! Depois almoço (Muito bom!). Depois foi andar: ribeiras, muuuuuita lama, valas, areia e regressar ‘a base já ao anoitecer.

Mais um belíssimo jantar, “cumbibio”, as esto’rias do dia e deitar que como se diz por ca’: “Elas não matam mas moiem”

Domingo foi tempo de levantarmos arraial e rumar cada qual aos seus quintais.

Fernando obrigado pelo fim-de-semana 5*.

Ps: com a “siguera” do passeio só tirei 4 fotos e foi logo ao princípio e a outra já no Domingo!






segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Argentina-Chile 2011 – Balanço

Grande nível a participação da armada tuga nesta edição do Dakar Argentina-Chile 2011.

Destaque mais que merecido para o Hélder Rodrigues com um brilhante e honroso 3º lugar final e com destaque em toda a comunicação social. Deve realmente ser um orgulho para todos os Portugueses. Venceu uma etapa, mas esteve em destaque em quase todas e foi ainda, e mais uma vez, o melhor representante da Yamaha, e espero eu que a marca aposte mais a sério nesta competição e volte a glorias que já teve nesta prova, e claro esta pelas mãos do Hélder Rodrigues.

8º lugar geral para Rúben Faria, foi muito bom tendo em conta a sua missão de apoio, mas sabe a pouco quando demonstrou que tinha andamento para um top5. Venceu 2 etapas que acabaram por ser retiradas na secretaria e penalizou também 2 vezes por erros de navegação. No meu entender apenas lhe falta alguma concentração na navegação que se adquire fazendo mais provas da taça do mundo.

23ª posição geral para Pedro Oliveira. 3ª participação e finalmente a chegar ao final da prova. Merecida esta boa classificação para o mentor do projecto dakarteck, que mostrou fiabilidade e pernas para andar.

Bianchi Prata mais um ano a ocupar a 30ª posição da geral. Boa prestação, uma vez que a sua missão era ajudar Paulo Gonçalves, que acabou por abandonar com uma clavícula partida.

Fausto Mota e Rui Oliveira terminaram em 52º e 53º respectivamente, o que se considera muito bom dada a sua 1ª participação e pouca experiência em provas deste género.

Paulo Gonçalves abandonou com uma clavícula partida mas destacou-se ao vencer uma etapa e a ser ate abandonar o melhor representante BMW.

João Rosa mais uma vez não conseguiu terminar.

Nos automóveis Ricardo Leal dos Santos conseguiu o 7ª posto geral, que pode ser considerado muito bom dada a sua missão de apoio dentro da equipa X-Raid.

Daqui a 50 semanas há mais…














quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Equipa Ducati 2011

Acompanhar o Argentina-Chile nestes 2 últimos dias não tem sido fácil, ainda não sei o que se passou hoje, mas dominar 2 dias consecutivos as respectivas etapas e “desmaiar” na praia é azar a mais. Mas Força Hélder, Forças Ruben e Força restante armada Lusa que ainda assim continuam lá.

De hoje chega a apresentação da equipa Ducati 2011. Parece-me bem!

O Rossi lá “encaixou” o seu característico amarelo por onde conseguiu e o efeito final até que ficou bem.





quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Argentina-Chile - Paulo Gonçalves Vence Etapa

Afinal, e ao contrário do que se podia inferir dos tempos inicialmente disponibilizados pela organização do Dakar não foi 'Chaleco' Lopez o vencedor da etapa, mas sim o português Paulo Gonçalves (BMW). O motard piloto luso, que surgiu no topo da classificação já perto do final da tirada, que não no derradeiro 'waypoint' viu posteriormente o seu tempo revisto pela organização, que lhe confirmou uma saborosa vitória, a primeira da edição deste ano. A razão pela qual o tempo do motard piloto luso foi alterado prende-se pelo facto de também ele ter parado para ajudar o francês Olivier Pain, que sofreu uma forte queda. Desta forma, o piloto aproxima-se do chileno 'chaleco' Lopez Contardo estando agora apenas a três minutos do pódio.

'Chaleco Lopez Contardo tudo fez para vencer a etapa em solo chileno mas foi apenas segundo, a 2m18s, na frente do belga Paul Verhoeven. Marc Coma foi quarto, terceiro, a 3m58s, e na quarta posição ficou classificado Cyril Desprès, pelo que na frente as coisas não mudaram muito relativamente à etapa de ontem.

Hélder Rodrigues (Yamaha) e Ruben Faria (KTM), reservaram para si o sexto (Hélder Rodrigues) e sétimo (Ruben Faria) lugares da etapa, sendo que na geral temos agora três portugueses entre o quarto e sexto lugar da classificação geral. O 'mochileiro' de Cyril Desprès (Ruben Faria) foi o único que ascendeu um lugar na geral, passando o seu 'congénere' Pederero Garcia, o 'apoio' de Coma.

Etapa

1 017 GONÇALVES (PRT) BMW 005:12:23 00:00:00

2 003 LOPEZ CONTARDO (CHL) APRILIA 005:14:41 00:02:18 00:00:00

3 016 VERHOEVEN (BEL) BMW 005:14:42 00:02:19 00:00:00

4 001 COMA (ESP) KTM 005:16:21 00:03:58 00:00:00

5 002 DESPRES (FRA) KTM 005:16:33 00:04:10 00:00:00

6 004 RODRIGUES (PRT) YAMAHA 005:22:24 00:10:01 00:00:00

7 011 FARIA (PRT) KTM 005:24:28 00:12:05 00:00:00

8 007 STREET (USA) YAMAHA 005:27:38 00:15:15 00:00:00

9 006 ULLEVALSETER (NOR) KTM 005:29:24 00:17:01 00:00:00

10 010 PEDRERO GARCIA (ESP) KTM 005:29:59 00:17:36 00:00:00

Fontes:

Autosport.aeiou.pt

Dakar.com

facebook.com/pages/Bianchi-Prata/236806385625

domingo, 2 de janeiro de 2011

Ruben a Abrir!

Argentina-Chile - Rúben Faria vence primeira etapa

Começou bem para as cores portuguesas o Dakar 2011, já que Rúben Faria venceu a primeira etapa da prova, que teve hoje lugar entre as cidades argentinas de Victoria e Córdoba. O piloto da KTM passou para a frente da corrida em CP2, terminando a etapa com 29 segundo de avanço para o seu chefe-de-fila na KTM Red Bull, Cyril Dèspres, segundo na tirada.

Terceira posição para Marc Coma, que já está a 1m15s do líder, na frente doutro espanhol, Pedrero Garcia. Paulo 'Speedy' Gonçalves foi quinto, na frente de Jonah Street, enquanto Hélder Rodrigues foi somente 11º, a 4m57s do seu compatriota luso.

O franco-maliense Alain Duclos (Aprilia) é o primeiro piloto entre os principais protagonistas a ter problemas, já que ficou parado com a sua mota ao km 77 da especial, acumulando desta fora uma significativo atraso. Pedro Bianchi Prata foi 36º a 15m45s de Rúben Faria.

Estamos então assim de Portugueses:

1 – Ruben Faria

5 – Paulo Gonçalves

11 – Hélder Rodrigues

37 – Pedro Bianchi Prata

41 – Pedro Oliveira

51 – João Rosa

69 – Fausto Mota

73 – Rui Oliveira

Não encontro o Pedro Oliveira!

Fontes:

Autosport.aeiou.pt

Dakar.com

facebook.com/pages/Ruben-Faria/192975432481?v=photos