quarta-feira, 24 de abril de 2013

Ténéré 660 - XVI

Nova vertente no bricolage: reparação de carenagens!

E até que a coisa não saiu assim tão mal, tendo em conta que até faltavam alguns bocados.











Não foi pintado, é mesmo desta cor, só lhe tirei os riscos:




terça-feira, 23 de abril de 2013

segunda-feira, 8 de abril de 2013

Miguel Oliveira 7º no Qatar




Miguel Oliveira deu hoje início à época de 2013 do Campeonato do Mundo de MotoGP com um positivo sétimo posto no Grande Prémio do Qatar, disputado sob as luzes artificiais do Circuito Internacional de Losail.
Partindo da quinta posição, o jovem da Mahindra Racing realizou uma boa partida e manteve-se com o grupo da frente nos momentos iniciais, mas a forte oposição por parte de Arthur Sissis, com quem trocou de posições várias vezes, levou à perda de terreno para os da frente, naquela que foi uma das mais emocionantes lutas da corrida. Oliveira manteve-se sempre a calma, mas já perto do final viu Zulfahmi Khairuddin intrometer-se na luta pela sexta posição. O piloto da MGP3O tudo fez para se desenvencilhar do malaio, mas acabou por ter de se contentar com o sétimo posto final, o que não deixa de ser um resultado bem dentro dos objectivos traçados pela formação indiana no início do ano e que coloca o português muito perto dos cinco primeiros.
“No final desta primeira corrida, as sensações são muito boas,” começou Miguel Oliveira. “No final obtivemos a sétima posição e a lutar pelo sexto lugar. Foi notório que a nossa mota precisa de melhorar bastante em termos de motor, mas no final sabíamos que íamos sofrer bastante e não foi nenhuma surpresa. A equipa está muito optimista e eu também, sabemos que nas próximas corridas vamos ter que lutar bastante para estar nos mesmos lugares, mas no final estou contente com o meu estilo de pilotagem e com a minha prestação. No fundo acho que para um projecto tão recente, com uma mota que foi construída num espaço de tempo muito curto e com poucas oportunidades de testar, acho que estamos bastante bem colocados. E para começarmos este projecto já com um sétimo lugar é muito positivo, estou optimista para as próximas corridas.”
“Quero também agradecer a todos os meus patrocinadores pessoais e a todos os meus fãs. De facto sem a ajuda e sem o apoio de qualquer um deles seria impossível eu estar aqui onde estou. Um grande obrigado aos meus patrocinadores e a todos os meus fãs,” rematou Miguel Oliveira.
In: autosport.sapo.pt

segunda-feira, 1 de abril de 2013