quinta-feira, 28 de fevereiro de 2008

Oppsss, caiu-me um cilindro!!!


Eh, eh, eh!!

Imagino a aflição do piloto ao ver que lhe tinha saltado um cilindro…

Atenção que se trata de uma marca europeia, bastante admirada hoje em dia pela sua robustez e fiabilidade. Começa por B e termina em W.

Vejam se adivinham...

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2008

Subida Impossível - França

Andava eu a navegar, quando encontrei uns links para o campeonato Francês de “Montée Impossible”, ou subida impossível, cá no nosso Português.

Incrível a quantidade de provas que compõem o campeonato, oito no total, tendo em conta a popularidade de outras modalidades TT. Espectacular a preparação das Motos, e as capacidades, 2500cc?!?! 220cv Se tivessem asas…

Mas houve outro pormenor que me chamou a atenção, um dos patrocinadores oficiais é o fabricante nacional de capacetes – NAU. Ahhh pois é!!



quinta-feira, 21 de fevereiro de 2008

Dakar – Uma Aventura em Português


Acabei esta semana de ler este livro.

Estórias, muitas Estórias, de Portugueses que tiveram a sorte de participar nesta grande aventura ao longo de vários anos da sua existência, desde as primeiras aventures de José Megre e do Team UMM, até quase aos dias de hoje, com os Lisboa-Dakar.

Pilotos, Navegadores, Jornalistas, Assistência, todos têm algo para nos contar e por vezes as estórias mais engraçadas são aquelas de quem menos esperávamos, dos mais amadores, dos mais “desenrasca”... muito engraçado.

A autoria é do jornalista Carlos Raleiras, também ele grande entusiasta destas aventuras.
Recomendo.

terça-feira, 19 de fevereiro de 2008

Eskimós 2008 – Relato e Fotos

Fim-de-semana de Eskimós irá certamente significar daqui em diante um agradável convívio de motociclistas, que sem medo das condições do Inverno rigoroso da Serra da Estrela, se deslocam ao Covão d’Ametade, também atraídos pela sua indiscutível beleza natural.






Sábado, 9 da manhã, trouxa aviada e aí vou eu a caminho da Serra da Estrela, até está um sol de Inverno agradável, o que torna a viagem mais amena.

Passagem por Évora, Estremoz, Monforte, Portalegre e a primeira paragem na barragem do Fratel, para esticar as pernas que já vou com mais de 200km em cima.

Retomar da marcha para apanhar a A23, que fica já a poucos km e mais uma paragem, agora para abastecer, na área de serviço de Vila Velha de Ródão. Coincidência das coincidências, ao entrar encontro os restantes companheiros de viagem, Rui, João e Miguel, e logo no primeiro ponto coincidente dos nossos trajectos. Se fosse combinado tinha certamente corrido pior.

Depois de estômago e motos reabastecidos retomamos o caminho, combinando previamente que a saída da A23 iria ser em Belmonte. E assim foi, Belmonte, Manteigas e finalmente o esperado Covão d’Ametade. A subida do Vale Glaciar é simplesmente espectacular, pela estrada e pela paisagem, e nem nos apercebemos que a partir daí a temperatura começa a descer bastante, tal é a beleza que nos rodeia.

Covão d’Ametade, 1400m de altitude, o chamado “fresquinho”, beleza natural indiscutível entre os cântaros, gordo e magro, e o rio Zêzere a atravessá-lo, aqui ainda em fase de embrião, são cartão de visita suficiente para 2 dias bem passados.

O restante foi o anunciado pela organização do evento: bom espaço para acampar, fogueiras, tenda com bar e refeições (muito boas por sinal), petiscos em volta da fogueira (pena a lenha estar um bocado verde), tinto do Alentejo para aquecer a alma, e a esperada confraternização entre motociclista um pouco de todo o país, até ás tantas…

Domingo de manhã, bom tempo, arrumar as tralhas, deixar a zona limpa que bem merece, abastecer o estômago, assistir á entrega de lembranças e partir de regresso.

A viagem até correu bem até Manteigas, ainda ajudámos o Ernesto a por a moto dele a trabalhar que se deu mal com o frio. Em Manteigas já começou a pingar, toca a vestir o impermeável e restantes “apetrechos anti-chuva”. Covilhã, andei às voltas à procura de uma bomba, mas lá encontrei, a chuva estava a tornar-se persistente.

A partir daqui foi o martírio, da Covilhã a Moura SEMPRE a chover, dureza das durezas. O único troço em que a chuva abrandou, entre Monforte e Estremoz, foi substituída por um vento lateral fortíssimo e terrível para a condução… rezei para que a chuva regressasse para substituir novamente o vento.

Estremoz, paragem para reabastecimento, e de novo na estrada, regresso da pedida chuva que me acompanhou, infelizmente, até casa.

Lar doce Lar, nada como um banho quente retemperador.

Dois dias depois ainda tenho roupa a secar. Ah, e tenho que lavar a moto.

Para o ano há mais.

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2008

Casal DT - # 4

O projecto vai em velocidade de cruzeiro, mas sempre a avançar.

Decidi dar uma coloração diferente ao braço oscilante – Preto Mate.



Roda traseira já com menos ferrugem mas ainda a precisar de mais escova.



A suspensão da frente já está limpa e pronta a receber uns retentores e óleo novos.

Continua...

terça-feira, 12 de fevereiro de 2008

Príncipes de Inglaterra querem cruzar África de moto


Os príncipes William e Harry, do Reino Unido, estão a planear cruzar 1.600 quilómetros do continente africano de mota, à semelhança do que aconteceu com o actor escocês Ewan McGregor e do seu amigo Charley Boorman, que exibiram a sua aventura no programa «Long Way Down».

De acordo com o Daily Mail, a iniciativa foi uma ideia do filho mais novo da princesa Diana, que pretende arrecadar fundos para a instituição Sentebale, criado por ele próprio, com o objectivo de ajudar órfãos infectados pelo vírus da Sida no Lesoto.

Segundo o Foreign Office, as rotas por onde os príncipes pretendem passar estão cheias de contrabandistas e ladrões de carga, o que poderá causar uma dor de cabeça aos serviços de protecção real, que poderão destinar seis guarda-costas pessoais a William e Harry para a jornada.

A travessia poderá começar no final deste ano, quando os filhos do príncipe Carlos de Inglaterra terminarem o seu treino militar. William, que é oficial do regimento Blues & Royals, está a treinar para piloto da Força Aérea Real (RAF), na base militar britânica de Lincolnshire.

Contudo, fontes reais declararam que será difícil que a viagem de moto seja realizada, mesmo depois de ambos os príncipes terem já viajado diversas vezes para o continente africano, de onde é originária a namorada de Harry, a zimbabuense Chelsy Davy.


Imagino a comitiva que vai acompanhar estes meninos nesta viagem (nem é justo chamar-lhe Aventura!), se o Ewan e Charley já levam motos, jipes e camiões de apoio, se o Charley para ir “ver” o Dakar levou duas motos, um jipe e um camião de apoio, isto é malta para levar pelo menos dois helicópteros em vigilância permanente.

Se o objectivo é realmente caridade, peguem no dinheiro que toda a comitiva vai gastar e vão lá entregá-lo de avião numa tarde que tenham livre no trabalho (!!), deixem-se é de palhaçada!

Fonte: Diário Digital

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2008

Plymouth Challenge – O Dakar dos pobres

Ainda a propósito do Plymouth Challenge, andei a pesquisar umas coisas sobre o chamado “Dakar dos Pobres”, e encontrei algumas equipas Portuguesas que já participaram nesta prova:
Não sei o nome da equipa mas encontrei algumas fotos - UMM






Lelo’s Team – Ford Transit - http://lelosteam.blogspot.com/



The Mechanical Brothers – Citroen BX - http://themechanicalbrothers.blogspot.com/

René’s Kitchen Girls – Renault 19 - http://reneskitchengirls.blogspot.com/


Pritt Lusos – Ford Fiesta - http://prittlusos.blogspot.com/

Alguém conhece mais equipas?

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2008

Corrida de APEs

Para quem se lembra deste “bicharoco”

Descobri recentemente este vídeo de uma corrida com vários destes “bicharocos”, pode considerar-se no mínimo interessante a performance destas APE “musculadas”.



Migué vai entregá o gás. (só para alguns perceberem. Eh eh!!)

terça-feira, 5 de fevereiro de 2008

Máquina de Filmar “On Board”


Comprei um brinquedo destes, mas mais moderno claro...

Uma Oregon ATC2K.

Esta tarde, como até está um solzinho, vou fazer uns testes ao seu desempenho.