terça-feira, 28 de novembro de 2017

Toledo 2017 - I

Voltinha de moto aproveitando o feriado de 5 de Outubro. É uma viagem atípica para moto, pois é praticamente rolar entre cidades, e não viajar a contemplar paisagens deslumbrantes.

Saída de Moura e estava previsto o almoço em Trujillo, pois a última vez que aqui tínhamos estado fomos brindados uns quilómetros antes com uma monumental chuvada que nem o fato de chuva lhe fez frente.

Trujillo tem um centro histórico bonito e a visita valeu pelo almoço mas também pela Igreja de S. Martin. A partir dai foi seguir viagem sem grande história até Toledo.

A chegada a Toledo é impactante pois a cidade ergue-se sobre a encosta do rio e, com as devidas proporções, faz-me lembrar Mértola. Já tínhamos alojamento reservado, e que se revelou uma boa escolha (www.casonadelareyna.com), com estacionamento para a moto e a 10 min a pé do centro da cidade e dos principais monumentos.

Toledo é uma cidade grandiosa, chamada cidade das três culturas, que dizem ser a segunda cidade do mundo com mais monumentos por metro quadrado, depois de Roma. Tem realmente muito para visitar e descobrir, com principal destaque para a Catedral Primada de Toledo, dedicada a Santa Maria, o Alcazar de Toledo, hoje convertido em museu militar e biblioteca, as pontes de Alcantara e San Martin, o museu Sefardita, a casa do pintor El Greco, entre outros inúmeros pontos de interesse. Fizemos também a visita à cidade no autocarro turístico onde se pode realmente apreciar a grandeza e beleza da cidade e dá para fazer de noite e de dia, com o bilhete a ter uma duração de 24 horas tendo-se ainda direito a uma visita guiada pedonal de cerca de hora e meia, que recomendo.


Continua…

















domingo, 19 de novembro de 2017

BMW F 650 GS – 2001


  • Estado impecável, totalmente revista
  • Muito económica e fiável
  • 38.000 km
  • Pneu traseiro Mitas novo
  • Malha de aço na frente e rolamento de direção novo
        Extras:
- Windshield tipo Desierto/Mirage
- Apoios da Sw-Motech para malas ou alforges (não incluídas)
- Top-case Givi
- Protecções laterais radiador Touratech
- Descanso central BMW
- Guarda-lamas baixo Touratech
- Tomada de isqueiro USB e apoio GPS Garmin
- Protecção de mãos Polisport
- Espelhos articulados (mais os de origem)
- Pedal de mudanças articulado/ajustável Touratech (mais o de origem)
- Base descanso lateral maior Inox HM
- Protecção descanso central alumínio HM
- Protecção bomba e reservatório travão traseiro alumínio HM

Oferta:
- Vidro Givi
- Pneus Continental TKC 80 (meio uso)
- Par de manetes (ainda embaladas)
- Porta bagagens traseiro alumínio HM
- Guarda corrente alumínio HM
- Protecção disco traseiro alumínio HM

3500€














quarta-feira, 25 de outubro de 2017

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Marrocos 2016 – IV







O dia de viagem de Marrakech a Casablanca já previa chuva e assim aconteceu. Chuva e autoestrada, autoestrada e chuva…Detesto andar com chuva! A chegada a Casablanca, sem GPS e numa metrópole com 5,5 milhões de habitantes foi às apalpadelas. Tomámos o caminho do centro e depois lá houve um polícia que por fim nos indicou o caminho certo para o hotel.

Casablanca confirmou o que já suspeitava, uma cidade grande, com prédios grandes, muitos deles degradados, e pouco mais para ver do que a grande mesquita. Acabámos por jantar na zona da praça das nações unidas, onde ainda comemos umas caracoletas e visitámos uma espécie de zona de lojas com mercado ao ar livre misturado, mas sem grande interesse. Muito diferente de Marrakech.

A saída de Casablanca também não foi das mais fáceis, mas lá nos indicaram o caminho até entrar na autoestrada, onde pois claro apanhámos chuva, e até chegámos a Azilah com uns raios de sol a dar-nos as boas vindas. Azilah já foi uma cidade portuguesa e tem um forte e zona amuralhada por acaso muito bonita e bem conservada. Recomendo a visita.

O final deste dia foi num alojamento já perto de Tanger Med, para no outro dia apanharmos, ainda de noite, o primeiro barco em direção a Algeciras. A partir dai foi fazer 400km até Moura e agradecer por tudo ter corrido bem com esperança de voltar mais uma vez a este magnifico pais.

quarta-feira, 13 de setembro de 2017

Around the world by motorbike in 1932

Hoje em dia dar a volta ao mundo em moto é considerada uma aventura, agora imagine-se em 1932, sem infraestruturas, sem telefones e com partes do mapa ainda marcadas como "não percorridas", "desconhecido".

Épico!





In 1932, 23-year-old Robert Fulton Jnr set off on a 40,000-mile solo motorcyle trek from London to Japan. His incredible footage of the journey is one of a selection of films being show at The Adventure Travel Film Festival (17-20 Aug). It captures a Middle East still under British rule, India under the Raj and pre-communist China, all before the days of telephones, proper infrastructure or mass tourism – and when some parts of his map were still marked 'unsurveyed, unknown' 




terça-feira, 12 de setembro de 2017

VENDIDA - Yamaha RZ 50 – Peças

Quadro (sem docs)

Rodas completas com disco, cremalheira e tambor

Suspensão dianteira completa e com guiador


Para desocupar!!






quinta-feira, 7 de setembro de 2017

OUT OFF The Box

De Moura, Portugal, a Baucau, em Timor-Leste. A viagem de uma vida!

Uma aventura com passagem pela Europa, Turquia, Irão, India, Myanmar, Tailandia, Indonésia até chegar ao destino, do outro lado do mundo.

A moto escolhida foi uma BMW R 850 GS, de 1999, por isso já maior de idade, preparada para esta aventura e, espera-se, para muitas mais

Como tenho a sorte de o António Miguel ser meu amigo, acompanhei a sua partida de Moura e a viagem até Avis, e no Domingo passado a sua partida de Avis no final do Traveller’s Event.

Neste momento que escrevo já está na Suíça, com o visto para Myanmar no passaporte, e tem corrido tudo bem.

Espero que lhe corra tudo pelo melhor, que realize o sonho, e cá o espero para ouvir as histórias com que ficará para contar.

Para seguir aqui: